Junta

Executivo da Junta

 Cargo    Nome Contactos
 Presidente pre  João Manuel Tinoco Ribeiro da Silva

 
58 anos de idade, casado, professor aposentado natural da freguesia de Nogueiró, Concelho de Braga, residente na Rua de São Salvador, nº 1, Nogueiró, 4715 – 113 Braga, eleito pelo Grupo de Cidadãos Independentes Construir a União
Telefone:

933763460

 

E-mail:


jmtinoco@gmail.com

 

presidente@ufnogueiro-tenoes.pt

 

 Secretário  sec

 Augusto Ferreira da Cunha

 65 anos de idade, casado, industrial, natural da freguesia de S. Vitor, concelho de Braga, residente na Rua 13 de Maio de 1986, nº 25,Tenões 4715-364 Braga, eleito pelo Grupo de Cidadãos Independentes Construir a União

 Telefone

964541827

 Tesoureiro  tes  Francisco da Silva Gomes

52 anos de idade,casado, funcionário hospitalar natural da freguesia de Nogueiró, Concelho de Braga, residente na rua de São Salvador, nº 3, Nogueiró, 4715 – 113 Braga, eleito pelo Grupo de Cidadãos Independentes Construir a União 

 Telefone:

915303700

Read more

Horários

Localização da Sede da Junta

A Sede da Junta de Freguesia Nogueiró e Tenões, funciona na antiga sede da Junta de Nogueiró, situada na Avª da Liberdade,nº 11 Nogueiró.
Funciona em regime normal de expediente entre as 9:00h e 17:30h com intervalo para almoço das 12:30h às 14:00 horas.

Manterá ainda dois horários nocturnos para atendimento da toda a população e com a presença do executivo das 21:00h às 22:30h às segundas feiras na Sede da Junta em Nogueiró e no mesmo horário às quintas feiras na antiga Sede da Junta de Tenões.

Read more

História

A Lei 11-A/ 2013 uniu as ancestrais freguesias de Nogueiró e Tenões que tinham a sua própria história e identidade. Embora vizinhas e com muitas especificações comuns, as freguesias construíram ao longo de “longos” séculos uma história própria e sui generis, distinta entre si com episódios e caminhos de formação diferenciados.

A história recente, a história da freguesia de Nogueiró e Tenões, ainda não é história, porque ainda no primeiro episódio o episódio da formação que se resume à implementação de uma lei que a seu tempo a própria história irá julgar.

É desse percurso histórico identitário que as duas freguesias de Nogueiró e Tenões fizeram distintamente por si  e que não se pode de um dia para apagar que aqui interessa dar conta.

Relativamente à formação da freguesia de Nogueiró   área geográfica em que actualmente se encontra localizada, é povoada desde a idade do ferro, como atestam os vestígio do Castro da Consolação,classificado como monumento de interesse de que falaremos em pormenor mais à frente. Com efeito no cimo do Monte da Consolação encontram-se vestígios da passagem e permanência do homem dessa época. Poderá ter sido este monte habitado por uma tribo de Brácaros, povo que deu origem à cidade de Braga.A freguesia que hoje conhecemos é o resultado da junção das freguesias de São Romão de Dadim e São Salvador de Nogueiró, pedida pelos habitantes das duas ,cerca de 1665. Como se pode ler na 1ª Gaveta das Igrejas no nº111 que diz assim:

«Em 1675 os fregueses de Nogueiró e Dadim pediram autorização ao cabido para demolirem as duas igrejas e construírem uma só para as duas freguesias». Dadim, foi então incorporada em Nogueiró e à primitiva igreja corresponde o lugar de Igreja Velha, sendo agora a nova igreja apelidada de São Salvador de Nogueiró e Dadim. Num documento do século XVIII da autoria de P.Carvalho, pode ainda ler-se que «o Arcebispo que as uniu foi D.Veríssimo de Alencastre»… «que a nova Igreja saída da união de Nogueiró e Dadim fica no meio de ambas e é uma vigararia da Sé à qual rende trinta mil reis e para o cabido que leva os dízimos cinquenta mil reis. No ano de 1706 tem esta freguesia 60 vizinhos (fogos)e é composta pelos seguintes lugares: Boavista,Boucinhas,Cachada,Campo Grande, Cimo de Vila,Consolação,Dadim, Igreja,Igreja Velha, Fábrica, Gaião, Granja, Lage,Lugar Novo, Ourado, Peixoto,Pinheiro, Pinheiros,Rasa, Seara de Baixo, Seara de Cima, Sub-Veigas, Veigas e Urjães. No censo de Braga de 1862, Nogueiró aparece com 98 fogos e 358 habitantes e no pricipio do século XX 174 fogos para 440 habitantes. Mas a referência as estas duas freguesias antes de se unirem remonta a antes da fundação da nacionalidade. Efectivamente a primeira referência a Dadim que se conhece, é o documento da sua doação à Sé que data de 1103, quarenta anos antes da proclamação da Independência de Portugal. Também a 1ª Prop. do cabido, documento112 do ano de 1271, no tempo do rei D. Afonso III, aparece esta inscrição: «…In parrochiis eccclesiarum… Sacti Romani de Dadim e Sancti Salvatoris de Nogueiroo…», que quer dizer:  Nas paróquias das igrejas de São Romão de Dadim e São Salvador de Nogueiró. Num documento de 1320 diz-se que Nogueiró pagava ao cabido da Sé vinte e sete libras «Eclesia Sancti Salvatoris Nogueiroo ad viginti et septem libras». Pelo que embora não se conheçam pormenores destas longínquas épocas, podemos verificar e atestar que a existência de Nogueiró é anterior à fundação da nacionalidade portuguesa.

No que concerne a Tenões a sua idade também é provecta. Os habitantes do Castro da Consolação em Nogueiró de certeza que habitavam também partes de terrenos que atualmente são compreendidos pela freguesia de Tenões. O atual lugar do Castro, naturalmente indicador do Castro existente situa-se na área territorial de Tenões. Mas isto serão os ancestrais dos futuros tenoenses. a menção mais antiga que se conhece da freguesia de Sancta Eolália de Telones é quando em 899 foi a igreja doada ao bispo de Santiago de Compostela.Por uma carta de incuminação das herdades que o conde Savarigo fez à condessa D. Ilduarda mencionam-se as herdades «que habemus de avios nostros quomodo et de parentela…illas laicales quas habemus in villa Tenones», Um documento das gavetas do tempo datado de 1220 o nome da padroeira aparece mencionado co Sancta Ovaia de Tellonis. Assume grande importância quando no sec. XV o arcebispo de Braga D. Fernando Guerra reconhecendo-lhe a importância de pertencer ao deodato da Sé ( o pároco oficial de Tenões era o Deão da Sé), lhe anexa as freguesias de Espinho, Sobreposta, Pedralva e Lageosa

Read more

Freguesia

Read more

Instituições

Read more